Arquivos

I’m back!

Caras noivas leitoras,

Sim, estive meio ausente, mas por um bom motivo. Foi a minha vez de dizer o sim no altar e curtir o começo da vida de casados. Em breve fotos do meu casamento e relato de cada sensação de ser a noiva do dia. Dicas de bastidores para ajudá-las a fazer desse dia o dia especial que merece ser.

Vocês devem estar se perguntando se eu contei com minha própria assessora. Sim, contei. Não importa o quanto sabemos do assunto, no nosso dia temos que ter alguém especial tomando conta da gente e a minha parceira Ro, da Rossana Paiva Assessoria, foi o melhor anjo que eu podia ter pedido para abençoar esse dia.

Nesse meio tempo da minha ausência muita coisa aconteceu, e acredito eu que o maior burburinho foi o casamento milionário de Justin Timberlake e Jessica Biel na Italia… Não, não tenho fotos hoje mas posso postá-las em breve.

E trago novidades… daqui para frente ainda traremos dicas e notícias do mundo casamenteiro, mas nosso foco principal será a decoração. E como penso em todas vocês pós-casadas, está para sair um blog fresquinho sobre decoração da casa que queremos transformar em lar. Portanto, noivinhas, aguardem!

Anúncios

Lista de casamento: o que fazer e o que não fazer…

Não dê muitas opções de loja

Quando for fazer sua lista de presente pense em duas a três lojas no máximo! Dê preferência para aquelas lojas que estão espalhadas por todo o território nacional (caso tenha convidados de fora da sua cidade) e também para lojas que disponibilizam a compra do presente via internet. Além disso, pense em lojas que tenha uma gama de produtos variada, principalmente de utensílios domésticos. Desta forma você dá mais opções a seus convidados e também consegue ter uma boa variação de preços: utensílios mais baratos e utensílios mais caros. Não pense só nos seus desejos, pense também nos seus convidados.

Registre sua lista com antecedência

Lembre-se que geralmente você coloca o nome da loja junto com o convite, então você precisa ter isso definido com antecedência. É importante montar a lista de presente com antecedência pois é enquanto você o faz que você percebe se aquela loja realmente vale a pena, e assim tem tempo para mudar de ideia. Depois que tudo já estiver impresso fica mais difícil e você terá mais despesas…

Dizer ou não dizer onde está sua lista de presentes?

Este é um tema bastante polêmico… as regras de etiqueta dizem que você jamais deve fazer isso. Mas, ao mesmo tempo, aqui no Brasil já é quase uma tradição de forma que se você não inclui o cartãozinho da lista de presentes no convite você recebe inúmeros telefonemas perguntando onde está a lista de presente. Então, vai de cada um.

Registre mais presentes do que você realmente precisa

Inclua mais presentes na sua lista do que o número de convidados, assim todos terão bastante opção de escolha. Lembre-se que hoje você tem a opção de ganhar o crédito do valor pago pelos presentes e não o que a pessoa comprou. Então, fique à vontade para colocar na sua lista mais de um item do mesmo tipo, por exemplo liquidificadores de diferentes marcas e preços, diversos jogos de pratos e panelas etc. E não se sinta mal em colocar itens mais caros na sua lista: coloque do mais barato até o mais caro, assim todos podem escolher aquilo que têm condição de pagar.

Não peça dinheiro

A moda agora é aqueles sites de cotas de casamento. O convidado deposita um valor que vai para a conta dos noivos ou que ajuda a pagar a viagem de lua de mel. Sim, é interessante mas bastante indelicado. Uma coisa é o convidado dar algo para a sua casa nova da sua vida a dois, outra coisa é ele ter a sensação que está pagando uma espécie de ‘entrada’ para ir à sua festa. Então, pense bem antes de fazer isso. Se decidir fazer, não coloque como a única opção mas como uma opção além da lista de presentes.

Revisite sua lista de vez em quando

Se a loja que vocês escolheram não tem o recurso de avisá-los periodicamente de quais itens já foram comprados, cheque a sua lista semanalmente para ver se é necessário incluir mais alguma coisa e para já começar a escrever os cartões de agradecimento.

Não limite sua lista

Quando estiver montando a lista, não se prenda a sua vida tal como ela é hoje. Agora vocês serão os donos da casa, portanto há detalhes que talvez hoje vocês não considerem. Além disso, vocês não vão viver sozinhos, convidados serão mais frequente. Portanto, tenha quantidade de utensílios suficiente para servir alguns amigos e decorar uma boa mesa com detalhes como sousplat. Lembre-se, também, das ocasiões especiais que demandam itens específicos (por exemplo, taça de champagne para o Ano Novo!). A mensagem é: não pense só no básico, pense também nos supérfluos.

Não se preocupe caso você não ganhe tudo o que está na sua lista

Como já falamos, muitas lojas te dão o crédito do valor do presente que o convidado comprou, e não o presente exato. Assim, quando fechar a lista, você poderá escolher tudo aquilo que quer de verdade. Se não der para comprar tudo com o valor do crédito, negocie com a loja a compra dos itens faltantes. Muitas lojas tem esse programa de complemente, e como você trouxe uma boa venda para a loja eles geralmente estão mais flexíveis para uma negociação. Foque no básico e vá comprando os supérfluos aos poucos, se for o caso.

Tenha um cheklist na hora de escolher os itens na loja

A Martha Stewart disponibilizou no seu site um checklist para escolher os itens na loja, de forma que não nos esqueceremos de nada! A lista está em inglês, mas como vem com alguns desenhos é bastante didático para quem não fala inglês. Se ainda ficar alguma dúvida, recorra ao Sr. Aurélio!

Checklist Lista de Presentes.

Noivo e Noiva têm que sentar no trono!

Um detalhe que não se fala muito, mas que eu particularmente acho importante, é o enfeite que é colocado na cadeira dos noivos para destacar que aquele lugar está reservado para os donos da festa. No Brasil geralmente colocamos as placas de “Reservado” em algumas mesas para a família dos noivos e os padrinhos e pronto. Já nos Estados Unidos, colocar este detalhe a mais exatamente onde os noivos se sentarão é prioridade. Porque não importar este costume que só dá uma graça a mais para o casamento? Lembre-se que este detalhe deve estar alinhado ao estilo e cores da decoração!

A newsletter da Martha Stewart Weddings de hoje foi exatamente sobre isso; eles trouxeram uma porção de fotos para mexer com nossa criatividade. Vamos a elas!

Pastel Ribbons         

   

   

   

   

   

 

10 erros mais comuns na organização do casamento: erro 10

Erro 10: Deixar detalhes finais para a manhã do grande dia

O problema: enquanto estamos na calmaria, parece racional deixar pequenos detalhes como imprimir o cardápio e colocar as etiquetas nas lembrancinhas para a manhã do dia do casamento. Mas, acredite, não é nada racional! A não ser ter mais um coisa para guardar, não machuca ter tudo pronto alguns dias antes. Quanto mais próxima a data do casamento, mais ocupada você estará, então respeitar ao máximo o seu cronograma é fundamental.

A solução: você está preocupada por adiantar-se em algumas coisas? Não fique, você está no melhor cenário possível fazendo isso. Se você está determinada a segurar tarefas até a hora que seu cronograma diz que chegou o momento de fazê-las, ao invés de aproveitar o tempo que está sobrando e adiantar o mínimo que conseguir, pode ser que sem querer sobre muita coisa para fazer no último mês ou na semana do casamento. Lembre-se: esse é o período que tudo pode acontecer, principalmente os imprevistos que você nunca imaginou. Nestas horas, você vai querer se isolar um pouco e relaxar, sonhando sobre tudo dando certo no grande dia. Então, faça o seguinte: se você não quer ir adiantando muita coisa, destaque as principais tarefas e dê prioridade a elas caso (1) você tenha um tempo de sobra ou (2) algo inesperado aconteça. Assim você saberá o que é crítico e o que não é, e quando realmente é necessário ficar neurótica.

10 erros mais comuns na organização do casamento: erro 9

Erro 9: deixar o orçamento estourar

O problema: quando você e seu noivo decidiram se casar, vocês sentaram, fizeram as contas, e definiram um orçamento para o casamento (se não o fizeram, faça já!). Vocês definiram o estilo do casamento, fizeram algumas pesquisas de fornecedores, e revisaram esse número. Então, finalmente começaram a planejar… e descobriram que dinheiro não é elástico. Lidar com o orçamento pode ser o pior dos seus pesadelos, mas isso não significa que você precisa desesperar. Pelo contrário, é uma ótima maneira de aprender a fazer escolhas e decidir o que realmente importa.

A solução: se você descobrir que subestimou algumas despesas, não entre em pânico. Já comece o exercício do casamento: sentem juntos e tentem definir uma outra alternativa ou achar uma solução. Você pode desistir de um item, substituí-lo, ou procurar alternativas (e nesse caso colocar a mão na massa meses antes do casamento). Preste atenção aos supérfluos; por exemplo, as forminhas dos doces. Muitas vezes elas podem custar mais que o próprio doce. Então, aceite a forminha da sua doceira (que já é requintada) ou recorra a lojas de atacado que possuem ótimas opções a um bom preço. Outro exemplo é o papel do bem casado: você pode pagar extra por um papel importado e todo desenhado, ou ficar com o papel crepom liso e simples. O buffet pode ser um grande redutor de orçamento: ao invés de servir coquetel e jantar, opte só pelo jantar ou pelo modelo finger food – grande tendência para casamentos. Como eu disse, são escolhas que fazemos.

Além disso, sempre negocie bastante com os fornecedores. Escutei de uma fornecedora parceira que temos mesmo de negociar. Lembre-se: o fornecedor nunca fornecerá um desconto que lhe dê prejuízo, ele sempre tem um limite e inclui uma gordura no preço inicial. Portanto, negocie! Se o fornecedor não quiser negociar preço e você faz questão do serviço dele, tente negociar forma de pagamento. O segredo é fugir de empréstimos… afinal, quem quer começar uma vida nova já com dívidas?

10 erros mais comuns na organização do casamento: erro 8

Erro 8: Preocupar-se com tonalidades um pouco diferentes

O problema: os cardápios acabaram de chegar da gráfica e a cor da impressão está um pouco diferente do convite. A lapela do padrinho era para ser com mini-rosa laranja, mas foi feita com mini-rosa amarela. Vamos ser realistas: até o casamento mais bem planejado e assessorado do mundo tem suas ‘imperfeições’.

A solução: quanto você trabalhou duro durante muitos meses em cada mínimo detalhe do seu casamento, pode ser difícil aceitar algo que não tenha saído como você orçou, contratou e pagou. Mas quando você se deparar com algum detalhe mínimo que não está no pantone que você contratou, pare por um momento e pense: o quão importante esse detalhe específico vai ser para mim daqui a um ano? A chance é que a maioria das coisas que faz você querer chorar não vão importar tanto na hora do casamento e principalmente depois. Então, simplesmente aceite o fato e pense no conjunto que estará lindo! Mas, se for algo muito sério – como algo no contrato não entregue ou completamente diferente do contratado -, aí sim enfrente o problema e contate o fornecedor. Escolha suas batalhas conscientemente para que a luta seja mais bem sucedida.

10 erros mais comuns na organização do casamento: erro 7

Erro 7: Caprichar na lista de afazeres da sua mãe do dia do casamento

O problema: não é novidade que somos uma só e que não conseguimos fazer tudo sozinhas, mas se for para repassar tarefas para alguém, pensamos logo na pessoa que mais confiamos e faria tudo por nós: a mãe da noiva. Então, fazemos uma lista compartilhada de afazeres com a nossa mãe para ter certeza que tudo que foi planejado sairá como está no script. Claro que nossa mãe se prontifica na hora e já começa a planejar que horas fará o que… mas como fazer as tarefas, controlar o nervoso e ainda curtir a festa de casamento da filha?

A solução: não importa o tamanho da sua preocupação, confie em outras pessoas para ajudarem no grande dia, e dê a você e a sua mãe a paz e a tranquilidade que vocês merecem. Com a marcha nupcial repassando na cabeça de vocês, você realmente acha que terão concentração para fazer outras coisas? O ideal é contratar o serviço de assessoria. A assessora não só sabe lidar com os fornecedores e conhecerá todos os seus contratos nos mínimos detalhes, mas também está acostumada (e infinitas vezes mais calma que qualquer pessoa da sua família ou amigo próximo) a lidar com improvisos e plano B. O custo-benefício falará por si só no dia do casamento! E desconfiem daqueles que não valorizam o próprio trabalho, pesquisem referências, fala com os fornecedores.