DIY: Do It Yourself ou Faça Você Mesma, querida

Sim sim, casar é um sonho de toda a menina e blábláblá até que descobrimos o quanto esse mercado movimenta de dinheiro. Pois é, cara noiva, como você já deve ter descoberto, casar custa caro. Como se os itens básicos não fossem o suficiente (comida, música e decoração), há milhares de detalhes que podemos inventar. Se você tiver uma boa poupança, pode encomendar com os mais diversos fornecedores. Mas, caso essa não seja a sua realidade, junte-se à sigla DYI. Simples, não dá para pagar para alguém fazer, faça você mesma!

Nesse período de preparação para o casório minha imaginação tem fluído que é uma beleza. Com o fácil acesso a informação que mister Google e milhares de blogs nos proporcionam, ideias brotam igual chuchu na cerca. Se você não quer abrir mão dos mínimos detalhes mas não tem como bancar todos esses mínimos detalhes – como eu e meu noivo-, aproveite para curtir ainda mais o meses que precedem o grande dia. Não ter dinheiro sobrando é uma ótima oportunidade para reunir suas irmãs e madrinhas para uma (ou várias) agradável tarde de trabalho manual e artesanal com o tema “meu casamento” – ou festa, afinal você pode fazer isso para qualquer festa que irá organizar.

As possibilidades variam desde noivinhos que vão no topo do bolo até as lembrançinhas que você dará aos convidados – se não quiser dar apenas o bem casado – e o detalhe que irá no guardanapo nas mesas. A frase de ordem é “tudo é possível, basta ir atrás”:

  • O site da Martha Stewart, por exemplo, trás uma sessão com o que você pode fazer e o template para você fazer. É só imprimir, cortar e montar – aliás sempre chequem as fotos do site dela para ver se não há um link para “Get the how to”;
  • A lojinha do Blog das Casamenteiras vende conjunto de templates para diversas ocasiões a R$ 15,00. É só comprar o direito de baixar o arquivo, imprimir e montar os kits;
  • Há programas disponíveis na internet que permitem que você crie e imprima os convites, menus e toda a papelaria do casamento;
  • Um passeio na 25 de março pode ser útil para a compra dos materiais que você irá utilizar para reproduzir coisas que viu em sites de casamento ou de festas;
  • Uma conversa com a sua decoradora pode ajudar a ter ideias e a dar um norte de onde achar qual material e como montar cada item;
  • Visitar loja de scrapbook (aqueles álbuns de foto todo enfeitado que você mesma faz) pode dar bastante ideia também e prover várias ferramentas como cortadores especiais.

Uma decoradora que eu visitei contou que a decoração de um casamento de um casal japonês que ela fez incluiu diversos móbiles de origami espalhados pelo salão. Para viabilizar a ideia, os noivos juntaram a família e entregaram os papéis com uma meta de quanto cada um tinha de produzir. Não apenas essas pessoas se sentiram parte da festa no dia, mas também fizeram parte da organização do casamento, de certa forma. Assim, fazer as coisas ao invés de contratar fornecedores é não apenas uma forma de economizar dinheiro como também uma forma de se aproximar das pessoas e trazer um toque especial para o momento de celebração.

Um DIY que eu achei super fofo no site Enfim, Noiva foi o de noivinhos feitos com prendedor de roupa (foto ao lado). A sugestão que a blogueira deu foi de colocar no topo do bolo. Outras opções que pensei foi em grudar um imã para afixar na geladeira e fazer um ‘porta recado’, ou fazer um saquinho de lembrançinha (um kit ressaca, por exemplo) e fechar com o prendedor.

Outro exemplo é esse canudo com borboleta, que dá um charme aos drinks servidos e é muito simples de fazer. Você pode inclusive aproveitar o template para colocar as borboletas, por exemplo, nas lembranças ou no bem casado (não vá espalhando borboletas pelo salão todo, a não ser que o seu casamento seja no campo).

O símbolo de árvore também tem sido muito usado, principalmente para substituir o famoso livro de assinaturas – aquele que você deixa na saída para os deus convidados deixarem um recado. Você pode tanto imprimir uma árvore grande e colocar almofada de tinta para os convidados deixarem sua impressão digital como registro da participação do momento – como sugere o site Style Unveiled na foto abaixo, eu só acrescentaria uma caneta para os convidados escreverem seu nome em cima da digital – ou ter uma árvore natual (somente galhos) ou de papelão com papéis para anotar o recado e pendurar – para depois você montar seu livro de recados ou enquadrar todas as mensagens.

                      
Olhem que fofo também essa tulipa feita de papel para decorar os guardanapos ao invés da tradicional argola com uma flor ou laço. Você pode fazer na cor da dua decoração para ficar ainda mais delicado. Eu ainda amarraria com uma fita de cetim para dar o toque final, e se o tempo permitir escreveria um “obrigado” na pétala para ficar ainda mais especial (qualquer coisa faça um carimbo para facilitar dua vida).

As ideias já começaram a borbulhar na sua cabeça? Ótimo! O segredo, queridas, é dizer xô preguiça! Quanto mais você vê, mais a imaginação flui. É só não querer encher sua festa de detalhes para você não enlouquecer e também não ficar um ambiente cheio de informação – o destaque é você, e não seu artesanato. Faça uma lista com o que você gostaria de fazer, e aquilo que será possível fazer, e mãos-à-obra! Só não se esqueça de se alinhar com a sua decoradora para que seus artesanatos não fiquem completamente destoados do tema da festa, ok?!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s